Páginas

Obrigado, violinos - Pablo Neruda

Obrigado, violinos, por este dia
de quatro cordas.
É puro o som do céu,
a voz azul do ar.

(Extraído de Últimos poemas (O mar e os sinos), da editora L&PM Pocket. Tradução de Luiz de Miranda)

(Campo de trigo com corvos, Van Gogh)

(Foi intenção de Neruda colocar título em todos os poemas desse livro. Entretanto, não pôde fazê-lo em todos, então foi colocado como título parte do primeiro verso).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails